Bolsas de Solidariedade Olímpica

A Bolsa de Solidariedade Olímpica é um instrumento complementar ao Projecto Tóquio e direcionadas para Atletas que ainda não estão integrados nas classificações Elite ou pré Elite, mas que de acordo com as Federação reúnem valor desportivo que torna expectável o seu apuramento para os próximos Jogos Olímpicos.

A Federação Portuguesa de Badminton selecionou atletas por forma a elaborar as candidaturas ao Comité Olímpico Internacional (COI), com o intuito de ter a maior prestação possível de atletas em Tóquio 2020, sabendo à partida da existência de cotas internacionais para a aprovação das mesmas.

Desta forma e em consonância com as propostas apresentadas ao COP, a Federação Portuguesa de Badminton, será responsável pelo processo e interlocutor junto do COP, garantindo assim que os atletas incluídos participam nas provas definidas, obtêm um acompanhamento técnico e clínico adequado e, consequentemente, lutam para o apuramento de Tóquio 2020.

A Equipa Técnica Nacional, fará a programação dos torneios com os atletas, com base na programação dos mesmos, garantindo que existirá um planeamento integrado e em conjunto, assim como acompanhará os mesmos, conjuntamente com a Equipa Médica, durante todo o processo de classificação e jogos em caso de apuramento.

A bolsa terá duração até 1 de maio de 2020, desde que sejam cumpridos os contratos estabelecidos e em caso de qualificação os Atletas terão as suas bolsas confirmadas até agosto de 2020.

Atletas:

 

Bernardo Atilano

 

Duarte Nuno Anjo

 

Sónia Gonçalves

 

Adriana Gonçalves

Artigos relacionados