Liga de Clubes – CHE Lagoense e Académica de Espinho mantêm invencibilidade e lideram respetivas divisões

Foi em grande ambiente de festa que a Liga de Clubes foi recebida no Algarve para a disputa da segunda jornada concentrada no passado sábado, 25 de Janeiro. O Pavilhão Municipal Jacinto Correia, em Lagoa, chegou a ser pequeno para o público que afluiu em número considerável para apoiar a equipa da casa, a CHE Lagoense. O clube organizador não poupou a esforços para que esta fosse uma etapa para recordar para todos os envolvidos: cerimónia de abertura, receção por parte das entidades oficiais que apoiaram o evento, dos quais se destaca a Câmara Municipal da Lagoa, e um enorme primor no recinto de jogo para que nada faltasse às equipas participantes na Liga de Clubes.

No campo desportivo, também foi uma jornada muito proveitosa para a CHEL. Dois encontros, duas vitórias contundentes por 4-1 contra o Famalicense Atlético Clube e contra o Clube Desportivo e Recreativo dos Prazeres. Além disso, os algarvios são a primeira equipa a garantir matematicamente a presença na Final Four da Liga de Clubes além de terem assegurado desde já o primeiro lugar da fase regular. Apoiados por uma enorme falange de apoio, os atletas da equipa algarvia não quiseram deixar os seus créditos de mãos alheias e presentearam os seus adeptos com uma demonstração de força contundente. O maior destaque vai para as vitórias do par senhora de Daniela Conceição e Ana Reis sobre as famalicenses Sónia Gonçalves e Adriana Gonçalves (num jogo emocionante, de grande espetacularidade e intensidade, decidido na negra por 21-9/13-21/26-24) e de Bernardo Atilano sobre Duarte Anjo no encontro entre CHEL e CDRP e que encaminhou o encontro de feição para as hostes lagoenses.

Esta jornada concentrada da 1ª Divisão foi muito positiva para o Clube Sport Madeira que ganhou os seus dois encontros, derrotando o Clube de Albergaria e a Associação Académica de Coimbra. O encontro entre CSMA e AAC poderia vir a ter um peso grande nas contas finais desta divisão e sorriu aos madeirenses (vitória por 3-2) que levaram a melhor no encontro que se sabia ser o decisivo para as contas finais: no encontro de par homem, Fernando Silva e Hugo Rodrigues derrotaram os “estudantes” Diogo Silva e Miguel Pinto em outra partida de alta voltagem por 15-21/21-19/24-22 e mantêm-se invencíveis na Liga de Clubes. Foi uma jornada desapontante para a equipa de Coimbra que estava invicta à entrada para a segunda jornada concentrada mas acabaria por perder os dois encontros deste sábado depois de também ser derrotada pelo CDRP. O Clube de Albergaria averbaria derrota também com a FAC, e com este resultado, estão afastados da luta pela Fase Final não conseguindo por isso assegurar a manutenção na 1ª Divisão.

Com apenas uma jornada a faltar para as equipas primodivisionárias, a luta pelos lugares de acesso à Final Four está ao rubro. Com o 1º lugar assegurado pela CHEL, e o último posto destinado ao CA, há quatro equipas a lutar pelos três lugares que restam na Fase Final da Liga de Clubes: CSMA (com 8 pontos na classificação), FAC, AAC e CDRP (todos com 7 pontos) entram para a última jornada com ambições elevadas mas haverá uma equipa que não sairá a sorrir.
Na segunda divisão também já só há uma equipa invencível: a Associação Académica de Espinho. Começaram por derrotar o Movimento Voluntário Desportivo por 3-2, num encontro em que os caldenses se bateram muito bem e, posteriormente, no encontro mais aguardado desta jornada nesta divisão, os espinhenses derrotaram o Sporting Clube de Braga por contundentes 5-0 mostrando todo o seu potencial. Apesar da derrota, os bracarenses continuam muito bem colocados para assegurar o seu lugar na fase final, sendo juntamente com a AAE e o Clube Raquete Estrelas das Avenidas, os clubes neste momento mais bem posicionados para atingir a Final Four da Segunda Divisão (tendo estas equipas 9 pontos na classificação, AAE com menos um jogo).

Na perseguição ao trio da frente, estão a Novasemente Grupo Desportivo (com 5 pontos), o MVD (4 pontos) e a Sociedade de Instrução Musical de Porto Salvo (3 pontos). Mais afastado desta luta parece estar o Clube Academia de Badminton Regional e Inclusiva da Lousão-Serpins que soma apenas 1 ponto em quatro encontros disputados.

A realidade é que com 3 jornadas por disputar na última jornada concentrada, ainda muita coisa pode mudar nas contas finais da segunda divisão. A tabela classificativa pode mudar rapidamente e com vários encontros entre candidatos aos lugares na fase final ainda por disputar tudo pode acontecer e a mais pequena falha pode ditar o adeus à Final Four.

Depois do grande sucesso da etapa algarvia, Coimbra será o próximo palco a receber a “caravana” da Liga de Clubes. Com muito ainda por decidir em ambas as divisões, o dia 14 de Março prevê-se ser de emoções fortes, prometendo inevitavelmente uma jornada de alegrias para uns e desilusões para outros. Mas ao fim de duas rondas já não há dúvidas: a Liga de Clubes é um sucesso e os índices de competitividade, emoção, tensão e incerteza que tem gerado em atletas e equipas participantes aliado ao investimento organizativo feito pela Federação Portuguesa de Badminton e pelos clubes acolhedores das jornadas concentradas deixa a garantia de que ninguém vai querer perder a última jornada da fase regular do Campeonato Nacional de Equipas Mistas.

Pode acompanhar os resultados e classificações da Liga de Clubes em:
http://www.tournamentsoftware.com/sport/tournament.aspx?id=8E7D5405-31A3-4E02-B640-4CABF9882A8C